Crawler Detect

Bíblia Sagrada - Liturgia do dia 13/02/2018
TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Religião • 13 de fevereiro de 2018 • 10h46

Bíblia Sagrada - Liturgia do dia 13/02/2018

Primeira Leitura (Tg 1,12-18)

Leitura da Carta de São Tiago.

12Feliz o homem que suporta a provação. Porque, uma vez provado, receberá a coroa da vida, que o Senhor prometeu àqueles que o amam.

13Ninguém, ao ser tentado, deve dizer: “É Deus que me está tentando”, pois Deus não pode ser tentado pelo mal e tampouco ele tenta a ninguém. 14Antes, cada qual é tentado por sua própria concupiscência, que o arrasta e seduz. 15Em seguida, a concupiscência concebe o pecado e o dá à luz, e o pecado, uma vez consumado, gera a morte.

16Meus queridos irmãos, não vos enganeis. 17Todo dom precioso e toda dádiva perfeita vêm do alto; descem do Pai das luzes, no qual não há mudança, nem sombra de variação. 18De livre vontade ele nos gerou, pela Palavra da verdade, a fim de sermos como que as primícias de suas criaturas.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

 

Responsório (Sl 93)

— Bem-aventurado é aquele a quem ensinais vossa lei!

— Bem-aventurado é aquele a quem ensinais vossa lei!

— É feliz, ó Senhor, quem formais e educais nos caminhos da Lei, para dar-lhe um alívio na angústia.

— O Senhor não rejeita o seu povo e não pode esquecer sua herança: voltarão a juízo as sentenças; quem é reto andará na justiça.

— Quando eu penso: “Estou quase caindo!” Vosso amor me sustenta, Senhor! Quando o meu coração se angustia, consolais e alegrais minha alma.

 

Evangelho (Mc 8,14-21)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 14os discípulos tinham se esquecido de levar pães. Tinham consigo na barca apenas um pão. 15Então Jesus os advertiu: “Prestai atenção e tomai cuidado com o fermento dos fariseus e com o fermento de Herodes”.

16Os discípulos diziam entre si: “É porque não temos pão”. 17Mas Jesus percebeu e perguntou-lhes: “Por que discutis sobre a falta de pão? Ainda não entendeis e nem compreendeis? Vós tendes o coração endurecido? 18Tendo olhos, não vedes, e tendo ouvidos, não ouvis? Não vos lembrais 19de quando reparti cinco pães para cinco mil pessoas? Quantos cestos vós recolhestes cheios de pedaços?”

Eles responderam: “Doze”. 20Jesus perguntou: E quando reparti sete pães com quatro mil pessoas, quantos cestos vós recolhestes cheios de pedaços? Eles responderam: “Sete”. 21Jesus disse: “E ainda não compreendeis?”

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

 

Ouça a Homilia

https://www.youtube.com/watch?v=hoDTGV-yUZo

 

Deus nos ajuda a vencer as tentações do mal

Deus não deixa seus filhos cairem em tentação, confiemos na sua graça

“Ninguém, ao ser tentado, deve dizer: ‘É Deus que me está tentando’, pois, Deus não pode ser tentado pelo mal e tampouco Ele tenta a ninguém. Antes, cada qual é tentado por sua própria concupiscência, que o arrasta e seduz. Em seguida, a concupiscência concebe o pecado e dá a luz, e o pecado, uma vez consumado, gera a morte” (Tg 1, 12-18).

Essas palavras de São Tiago nos ajudam a entender uma coisa muito importante na vida: não podemos mais sermos ingênuos, imaturos e dizer que é Deus que está nos provando, tentando, e que está nos testando. Meu irmão, Deus é o supremo bem e a bondade, e Nele e não há espaço para nada que é do mal. Deus não prova, testa e não coloca ninguém em situações tenebrosas. O Senhor não coloca ninguém no abismo entre o bem e o mal.

Deus não coloca ninguém para pecar, muito pelo contrário, nós que temos inclinações pecaminosos e a essas chamamos de concupiscência, que é a fraqueza que cada um tem ou as várias fraquezas que, ao longo da vida acumulamos. Como, por exemplo, o temperamento, a tendência de comer isso, de beber, e assim por diante. “Ah! Estou bebendo muito, porque Deus está me provando”. Não!Você está bebendo muito porque não controlou-se e ficou do jeito que está.

O pecado que estamos cometendo nunca é tentação de Deus,  porque o Senhor é Aquele que nos previne do tentador e não quer que caiamos em tentação. Agora, é verdade que: Deus é tão bom e amoroso que na tentação Ele está conosco e, mesmo se cairmos nela, Ele estará conosco para nos levantar.

Deus não quer caiamos, porque, o pecado, uma vez concebido, gera morte; e cada um deles é uma morte da graça do Senhor, da virtude que deveríamos ter e nos coloca no caminho da morte, no sentido mais amplo que ela é. Por isso, o importante é compreender que a tentação não é pecado, mas sucumbir-se a ela é. Porém, podemos passar pelas tentações da vida, pois a vida terá várias delas.

Nós podemos nos livrar de tantas tentações, porque, se somos maduros e nos conhecemos como deveríamos, vamos adquirindo habilidades. Não são habilidades humanas, e sim, de confiar na graça e entregar-se nas mãos de Deus; e não entregar-se às tentações.

Conheçamos a nós mesmos, as inclinações que temos em nossos corações e, cuidemos, vigiemos, sejamos prudentes, porque a queda é sinal de que estamos vivendo as inclinações negativas e pecaminosas que há em nós.

Não caímos quando confiamos na graça de Deus, que não nos deixa cair em tentação.

Deus abençoe você! 

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova - https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

 

 



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário